Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Varejo’

Narigones


Os argentinos sempre dão show com os filmes cara de pau e bem humorados.
Essa campanha para o ar condicionado BGH, é basicamente uma brincadeira um traço clássico do argentino – o narigão – e com a automática e fanfarrona relação com o consumo de ar. Só que foram além e criaram o narigometro, que mede o tamanho do seu nariz, que se for grande o suficiente é premiado com um descontão pra comprar um aparelho. Além do narigometro real, no site você também poderia medir pela webcam e ser redirecionado a uma loja.

A campanha ganhou prata em film e direct agora em Cannes.
Veja os filmes abaixo:


Read Full Post »

O site baseado em Paris MyFab permite que seus usuários, coletivamente, escolham o que o varejista online vai disponibilizar em seu portfólio. A cada semana, MyFab envia catálogos de itens que serão disponibilizados por votação. Os usuários são convidados a indicar o que eles gostam mais. Os produtos mais votados são colocados em produção pelos fornecedores. Ao diminuir assimetria de informação entre o fornecedor/fabricante e os consumidores finais, a MyFab afirma ganhar em eficiência e repassar a economia ao usuário final, com preços que chegam a ser 70% menores.

Read Full Post »

google wallet

Usable + Costumer Friendly

A Google lançou nesta quinta-feira o Google Wallet (carteira Google, em tradução livre), produto baseado na tecnologia NFC que permite aos consumidores comprar produtos com celulares, em vez de com cartões de crédito. O serviço – uma parceria entre Google, Mastercard, Citigroup, First Data e Sprint – tem potencial para estabelecer o mercado de pagamentos móveis nos Estados Unidos, como já acontece na Ásia.

O Google Wallet vai concorrer com o há pouco anunciado sistema da gigante Visa , feito em parceria com os maiores bancos e operadoras de telefonia americanos.

Read Full Post »

Elvis Presley – Dia dos Namorados C&A

Elvis não morreu! O Rei do Rock apresenta Coleção Namorados C&A:

Read Full Post »

S-Commerce

Depois da febre dos clubes de compra, novo conceito
deve guiar os rumos do comércio eletrônico

“O S-Commerce mudará a forma como compramos online”. É o que afirma Lucas Nunes, VP de Operações da WebTraffic, agência full digital especializada em social media marketing. O chamado Social Commerce aproveita a audiência e segmentação das redes sociais, mas vai além. As comunidades deixam de ser apenas mídia para se tornarem plataformas de vendas.

Nunes explica que a publicidade nas redes sociais já é uma tendência estabelecida, mas a novidade é poder comprar sem sair do ambiente das comunidades virtuais. Links em vídeos do Youtube diretamente para o carrinho de compras são um exemplo. Poder visualizar produtos, solicitar opinião de amigos e comprar através da Fan Page do Facebook, além de receber, pelo Twitter, links para carrinhos com ofertas exclusivas e “inacreditáveis”, também estão entre as novas estratégias.

A inovação faz parte do perfil dos varejistas, segundo Nunes. “No mercado publicitário, os anunciantes varejistas são sempre os mais inovadores, os que mais testam formatos e canais. Não poderia ser diferente com as redes sociais”, avalia.

Nunes lembra que o pilar do S-Commerce é a influência que as pessoas geram umas nas outras. “Se esta influência não for positiva, você precisará estar preparado para lidar com este cenário. Porém, quando bem sucedida, a estratégia leva os usuários a indicarem os produtos, serviços, marcas e lojas. Um a cada três internautas troca informações sobre experiências de compra nas redes sociais”, informa.

Entre cases de sucesso, o VP de Operações da WebTraffic cita o exemplo da Amazon, que foi o primeiro e-commerce a permitir que os usuários avaliassem os produtos comprados e a experiência de compra através de seus perfis em redes sociais e no site, além do case da Dell, que através do @DellOutlet, diz já ter vendido mais de US$ 6.5 milhões através do Twitter.

Prospectator

Read Full Post »

Pelo preço de R$ 4,00 o consumidor pode comprar três sabores da linha de Saladas Atum

A Gomes da Costa colocou uma vending machine locais estratégicos, como academias de ginástica, para mostrar que peixe é uma opção de alimentação prática e saudável. A ação traduz o conceito “O melhor do mar para você”.

A vending machine se assemelha àquelas em que são vendidas bebidas e salgadinhos, mas no lugar do mostruário de produtos a máquina exibe um aquário vivo, como peixes e corais de água salgada. Tudo para chamar a atenção do consumidor para ele comprar produtos da linha de Saladas de Atum (3 sabores: batata – batata, ervilha e cenoura – batata, maionese, azeitonas e salsinha) por R$ 4,00. Já os peixes receberão atenção semanal de uma equipe especializada em aquários. Além das academias as vending machine devem seguir para outros pontos de contato.

Meio & Mensagem

Read Full Post »

WGSN@SPFW

Aconteceu no dia 1º de fevereiro, o Seminário WGSN@SPFW no Shopping Iguatemi em São Paulo. O Bureau de pesquisa e análise de tendências apresentou aos seus assinantes e à imprensa o que será tendência no verão 2012 (para nós, o verão 2013) e outros assuntos relevantes à moda e ao comportamento. E o Pense Moda foi um dos temas. O polivalente Jackson Araújo é atualmente colaborador do WGSN e foi o mestre de cerimônias. Aqui um resumo do que se viu por lá.

Macrotendências – primavera verão 2012

Juliet Warkentin, editora chefe do bureau em Londres apresentou as três macrotendências. Para chegar ao resultado a equipe junta imagens e sensações, que refletem condições políticas, econômicas e sociais. É um trabalho teoricamente subjetivo, mas o produto é bem objetivo, afinal o WGSN é o norte para muitas confecções, e aponta o tipo de modelagem e cor que farão mais sucesso entre os consumidores. Primeiro Juliet fez uma retrospectiva das tendências de 2009 a 2010, numa progressão de considerações que justificam as três macro tendências do verão 2012. São elas:

(1) Primal futurism: tem aquele ar meio “Mad Max“, que une o primitivo e o futuro.

(2) Cinematic: tem ligação com o cinema, é nostálgico, cores intensas e um perfume retrô.

(3) JPEG Gen: a internet é o pano de fundo dessa tendência que propõe a colagem, a sobreposição, a ironia e a ousadia.

Movimento Habla

Em seguida subiram ao palco Andréa Bisker, diretora do WGSN para a América do Sul, e Cynthia de Almeida, da Editora Abril, para apresentar o Movimento Habla. Trata-se de uma parceria da consultoria de tendências com a editora, que tem um grande número de revistas femininas. A ideia é detectar comportamentos femininos, e não só de moda.

Um dos estudos já realizados foi batizado de “Olho no Olho”. As pessoas querem voltar a ter contato físico, conviver e não só conversar na internet, e com isso surge a vontade de festas mais intimistas. Uma das conclusões que se chegou é “ficar em casa “é o novo” ir pra balada”.


Tendências no varejo

Letícia Abraham, da Mindset mostrou o que a National Retail Federation, feira que aconteceu em janeiro em Nova York, trouxe de inspirador para os lojistas. Em um mundo em que comprar on-line é muito mais fácil, a experiência na loja física tem que tão simples quanto a loja virtual, ou tão atrativa, que justifique a visita.

Algumas inovações mostradas na feira: Embalagens reutilizáveis; QR CODE (A Nike, por exemplo, tem um QR Code na vitrine onde o cliente pode “curtir” no facebook); RFID (microship passa a ser usado para lazer e diversão, através das redes sociais) ; HOLOGRAFIA (imagem em 3D, permite um espaço físico menor de loja e o cliente podendo “experimentar”).

Letícia mostrou uma ação da rede de lanchonetes Burger King no Brasil. O sanduíche vinha embrulhado com um papel em que uma foto do rosto do cliente estava impressa. Ou, seja tecnologia é legal, mas precisa conectar as pessoas.

Pense Moda

Read Full Post »

Older Posts »